Pular para o conteúdo principal

Escreva seu livro usando a Jornada do herói.



Quer escrever seu livro, mas não sabe como arquitetar as partes de sua trama ou como criar capítulos que componham de modo linear o começo, meio e o fim? Creio que posso ajudar.
Esta postagem vai apresentar para você uma ferramenta extraordinária que lhe dará condições começar, desenvolver e terminar sua trama seguindo uma linha simples e bem estruturada que faz sucesso em livros e filmes. Bastará seguir o modelo que apresentarei em seguida.
Não sei se você já ouviu falar sobre a Jornada do Herói. É um modelo incrível desenvolvido pelo antropólogo norte americano Joseph Campbell e publicado no livro chamado "The hero with a thousand faces" ou "O herói de mil faces". Eu utilizei essa ferramenta para escrever meu livro Cruz de Fogo, embora não tenha seguido a ordem dos doze passos tal como vou descrever aqui, mas todos estão lá de uma maneira não linear.
Se você não tem ideia de como começar e escrever seu livro sugiro que siga os doze passos tal como descrito abaixo usando exatamente a mesma cronologia e isso já facilitará bastante o seu trabalho. Apenas para que a coisa toda fique mais didática e alinhada com o propósito desta postagem, coloquei cada um dos passos como se fossem capítulos e isso vai melhorar sua compreensão.


1° Capítulo:  Mundo comum ou Status Quo.

Esta é a realidade em que seu personagem vive antes de a aventura começar. Use o primeiro capítulo para descrever seu personagem e o mundo que o cerca, ou seja; descreva como é a vida dele, o que faz, o que gostaria de fazer, com quem vive e todas estas coisas.
Uma dica: Não se aprofunde tanto nesta narrativa inicial, seja conciso e dê apenas um panorama de como as coisas são.

2° Capítulo: O chamado da aventura.

Um problema se apresenta ao seu personagem; um desafio, uma visão, um convite, um chamado.

3° Capítulo: A recusa...


Seu personagem inicialmente recusa e ou demora a aceitar o chamado. Geralmente por medo.

4° Capítulo: Encontro com o mentor.

Seu personagem encontra o mentor que o faz enxergar o chamado com mais clareza, o treina e informa sobre o que tal aventura vai exigir do personagem principal.

5° Capítulo: Cruzando o primeiro portal.

O personagem abandona a realidade que conhecia e acreditava ser a única e se lança na realidade desconhecida aonde as aventuras acontecerão.

6° Capítulo: Aliados inimigos e as primeiras provações.

O personagem é obrigado a enfrentar seu medos, tentações e o desconhecido que o cerca, encontra aliados que o ajudarão e inimigos que serão um tormento para ele.

7° Capítulo: A aproximação.

Seu personagem vence suas primeiras provações e derrota seus inimigos

8° Capítulo: O abismo.

A maior crise que o personagem precisa vencer para alcançar seu objetivo, essa crise o leva muito perto da morte; seja a sua própria ou a de entes queridos.

9° Capítulo: Recompensa.

Seu personagem enfrentou a morte, venceu seus medos e conquistou o objetivo que deu origem a aventura

10° Capítulo: O caminho de volta.

O personagem precisa voltar para a sua realidade onde estão as pessoas que ele deixou para trás quando a aventura começou

11° Capítulo: A transformação.

Outro teste de vida ou morte é lançado sobre o personagem, algo que lhe causa muita dor, seja física ou mental, sentimental; e ele precisa usar tudo o que aprendeu para mostrar que já não é mais a mesma pessoa do início da jornada, mas sim que está transformado em um personagem diferente. melhor.

12° Capítulo: O retorno.

Transformado pelas aventuras que viveu, o personagem retorna para sua realidade com o intuito de ajudar outros, porém, como ele já não é mais a mesma pessoa; toda a sua realidade também se transformou.


***

Este modelo pode ser bem utilizado para vários tipos de livros, desde ficção, passando por terror suspense, aventura etc..

Se você seguir este padrão e escrever cada um dos capítulos com, digamos, cinco páginas; terá ao final um livro com sessenta páginas que depois de devidamente diagramadas aumentarão um pouco mais.
Em breve vou colocar no blog uma postagem que vai trazer uma grande dica que eu uso para facilitar a maneira de escrever cada capítulo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como planejar escrever um livro.

Muitas pessoas com quem converso falam que gostariam de escrever algum tipo de romance, seja de terror, suspense, aventura, ficção científica etc... Essas pessoas chegam até a falar todo o conceito do livro, ou seja, contam de forma reduzida as bases de sua trama, mas nunca  escrevem realmente. Durante algum tempo isso também aconteceu comigo, mas consegui resolver esse pequeno problema de uma forma bastante simples que vou passar para vocês. Eu desenvolvi uma espécie de método que funcionou muito bem para mim e que certamente vai ajudar qualquer pessoa que tenha o desejo de escrever um romance, seja do gênero que for, eu utilizei este método para escrever meus três romances: "Érebus", Cruz de Fogo" e "Noites sem Lua". Também estou usando para escrever meus próximos livros "Nyx", "Hellius" e "Caos"; e você vai usar para escrever o seu também.

Antes de iniciarmos no passo a passo para a construção do livro é preciso dizer que você…

Uma vida a menos

Yago e Luis estavam sentados embaixo de uma marquise improvisada com telhas sobre duas vigas de madeira. Ele passaram praticamente quatro horas conversando uma série de bobagens sem sentido, falavam de seus personagens favoritos dos desenhos da televisão e não notaram o passar das horas. Era uma noite daquelas que se configuram depois de uma chuva forte de verão, o mês, Janeiro. O ar estava puro e parecia limpo; o cheiro da rua de paralelepípedos molhados entrava por suas narinas como um aroma agradável e bucólico desenvolvido por algum mestre perfumista. _ Já passa das dez horas._ Disse Yago ao amigo. _Pois é, não tem ninguém na rua, só nós._ respondeu o outro. A verdade era que a rua na qual moravam tinha uma fama ancestral, muitos na redondeza costumavam dizer que coisas estranhas ocorriam de repente e sem a menor explicação aparente. Por vezes eles mesmos já haviam presenciado algum tipo de manifestação estranha, pás pelo fato de serem apenas duas crianças, tais fenômenos eram soterra…

Como criar um bom título para seu livro

A coisa que os escritores mais gostam de fazer é escrever, logo, uma das tarefas mais complicadas para eles é criar um nome para sua obra. Desenvolver um título que concentre as características e o potencial que seu livro possui será um exercício que exigirá poder de síntese, algo que muitos romancistas não possuem.
É bem verdade que muitos autores começam a escrever já com um título para seus livros na cabeça e se este for o seu caso, parabéns, pois isto lhe poupará algum trabalho. Por outro lado, muitas vezes também, o título escolhido antecipadamente não reflete o que há na trama. Só para citar como um exemplo prático; quando eu estava escrevendo meu terceiro romance, iniciei o projeto com a idea de chamar o livro de "Fantasias do mal", durante o processo de escrita percebi que aquele nome não captava a dimensão de tudo o que a trama tinha; abandonei o nome inicial e após terminar de escrever todo o livro fiz uma pequena pesquisa e cheguei à conclusão de que o nome mais …