Pular para o conteúdo principal

Dica para escrever seu livro: Escrevendo com simplicidade



Muitos autores iniciantes tem uma tendência  a querer desenvolver tramas extremamente elaboradas e se esquecem que seu principal objetivo é criar uma trama que seja segura o bastante para que seu leitor potencial possa compreendê-la sem ter de ficar voltando às páginas anteriores várias vezes para verificar se entendeu as informações que foram descritas; não há nada mais desmotivante na leitura de um livro do que ter de ficar fazendo isso. É claro que alguns grandes escritores conseguem fazer esse tipo de coisa em seus romances, mas esta é uma manobra complicada até para eles e desaconselhável para a grande maioria dos escritores que estão iniciando suas carreiras ou escrevendo seu primeiro romance.

A grande dica aqui é: mantenha a simplicidade.

Uma trama simples não significa uma trama sem atrativos ou sem graça, pelo contrário; basta você ver que livros infantis como "Alice no país das maravilhas", ou, livros como "O Pequeno Príncipe" e até mesmo livros como "O Alquimista", de Paulo Coelho, são sucesso há muitos anos e com justiça. Estes livros citados e outros possuem suas tramas seguindo uma linha muito simples, porém muito bem desenvolvida, trabalhada e muito bem escrita; não estou aqui falado sobre gosto pessoal, muitas pessoas podem não gostar dos três títulos que citei, por muitos motivos, mas o que estou analisando aqui são aspecto mais objetivos e é impossível negar que aqueles livros tem uma trama simples, mas muito bem escrita.

Uma das grandes capacidades de um escritor de sucesso é a capacidade de aprender a evoluir sua maneira de escrever

Criar uma trama simples é o primeiro degrau para que seu livro seja cativante; concentre suas energias em desenvolver seus personagens, detalhar os cenários, melhorar seu estilo de narrativa e evoluir sua técnica de construção de diálogos, mas, ao menos por agora, mantenha sua trama simples, mesmo que ela não seja linear; o importante é que a relato seja fluido mesmo sendo não-linear, procure não intrincar demais a trama principalmente porque fazendo isso você vai evitar de encontrar algum temido "nó" que sua própria história pode lhe dar. (Falarei mais sobre o nó literário em outra postagem).
Seja simples, procure presar pela objetividade ao desenvolver sua trama e não se preocupe porque você pode tornar seu livro muito atrativo caprichando nos outros aspectos da escrita. Quando escrevi meu livro Érebus levei apenas 3 meses para escrever o livro inteiro, porque embora seja uma trama não linear, ainda assim é muito simples; isso me facilitou desenvolver todo o conteúdo e lapidar melhor os personagens.
Seu livro pode ser simples, mas profundo e muito bem escrito. Para quem vai escrever ou está escrevendo seus primeiros romances esta dica pode fazer uma enorme diferença.

Comentários

  1. Olá Luiz César,

    Ótimas dicas. Também acredito que a simplicidade é uma boa receita para um livro, ainda que não garanta que seja um bom livro, pelo menos auxilia o escritor a não se perder durante a história.

    Att,

    Observatório Clube de Autores

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como planejar escrever um livro.

Muitas pessoas com quem converso falam que gostariam de escrever algum tipo de romance, seja de terror, suspense, aventura, ficção científica etc... Essas pessoas chegam até a falar todo o conceito do livro, ou seja, contam de forma reduzida as bases de sua trama, mas nunca  escrevem realmente. Durante algum tempo isso também aconteceu comigo, mas consegui resolver esse pequeno problema de uma forma bastante simples que vou passar para vocês. Eu desenvolvi uma espécie de método que funcionou muito bem para mim e que certamente vai ajudar qualquer pessoa que tenha o desejo de escrever um romance, seja do gênero que for, eu utilizei este método para escrever meus três romances: "Érebus", Cruz de Fogo" e "Noites sem Lua". Também estou usando para escrever meus próximos livros "Nyx", "Hellius" e "Caos"; e você vai usar para escrever o seu também.

Antes de iniciarmos no passo a passo para a construção do livro é preciso dizer que você…

Como criar um bom título para seu livro

A coisa que os escritores mais gostam de fazer é escrever, logo, uma das tarefas mais complicadas para eles é criar um nome para sua obra. Desenvolver um título que concentre as características e o potencial que seu livro possui será um exercício que exigirá poder de síntese, algo que muitos romancistas não possuem.
É bem verdade que muitos autores começam a escrever já com um título para seus livros na cabeça e se este for o seu caso, parabéns, pois isto lhe poupará algum trabalho. Por outro lado, muitas vezes também, o título escolhido antecipadamente não reflete o que há na trama. Só para citar como um exemplo prático; quando eu estava escrevendo meu terceiro romance, iniciei o projeto com a idea de chamar o livro de "Fantasias do mal", durante o processo de escrita percebi que aquele nome não captava a dimensão de tudo o que a trama tinha; abandonei o nome inicial e após terminar de escrever todo o livro fiz uma pequena pesquisa e cheguei à conclusão de que o nome mais …

A lua e o lobo -- Conto

_Algumas coisas não são mais como eram antes. A cidade mudou demais. Eu mudei demais.

Sandro estava descalço e sentado sobre um troco de árvore cortado poucos dias antes, a seu lado uma garrafa contendo uma estranha bebida indígena. Havia três anos que saíra do exército brasileiro, e neste período sua vida mudou completamente, principalmente em noites como aquela.

Seus instintos não mais o enganavam, tinha certeza de que poderia encontrar um pouco de ação por aquelas bandas; a verdade é que aquela rua estava totalmente deserta e poucas pessoas passavam por ali depois que anoitecia. Ele mesmo anos atrás não ousaria ficar sentado naquele lugar com pouquíssima luz, o céu noturno estava estrelado, porém com algumas nuvens que encobriam o grande e belo luar.

Pouco tempo depois ele sentiu o cheiro sendo trazido pelo vento; na verdade era um misto de cheiros diferentes, mas que ele conhecia muito bem. O medo feminino em contraste com a adrenalina dos caçadores. Vampiros Ele não sabia como agir; …