Pular para o conteúdo principal

Como você se vê daqui a 5 anos?



Algumas pessoas têm muita dificuldade em planejar a própria vida para o futuro e o resultado disso é que elas vivem como se fossem sopradas pelo vento; não sabem se estão progredindo, não sabem para onde estão indo; estão sempre procurando uma tal felicidade que não sabem onde encontrar. Elas vivem apenas no agora e muitas delas não sabem, mas têm como lema de sua vida o clássico: "Deixo a vida me levar". Que é muito famoso, mas, diga-se de passagem, é o pior estilo de vida que uma pessoa pode adotar.
A grande verdade é que sem um mínimo de planejamento consciente fica bem complicado conseguir algum progresso significativo com o passar dos anos. Nada acontece por acaso e nenhum sucesso verdadeiro surge sem que algumas condições básicas sejam satisfeitas. Já foi dito que é preciso plantar antes de colher e se você colher algo que não plantou, significa que aquilo não pertence a você.

A sequência correta para o tipo de planejamento saudável é a seguinte: Ser, Fazer e ter.
Como eu disse, a grande maioria das pessoas não costuma planejar seu desenvolvimento pessoal, suas metas, etc..., mas existe uma outra parcela das pessoas que faz um planejamento equivocado que geralmente é diferente do correto, geralmente é: Ter, Fazer e, às vezes, Ser.
Acho que está claro a diferença entre os dois tipos de planejamento; pois no primeiro o foco central é em Ser (Ser uma pessoa melhor, Ser um individuo mais consciente, por exemplo); já no segundo o foco é sempre em Ter; trata-se de um planejamento fundamentado no consumo e este planejamento a longo prazo não se sustenta pelo simples fato de que os desejos humanos são ilimitados. Planejar seu futuro apenas determinando o que você quer ter é um dos maiores erros que uma pessoa pode cometer; infelizmente a maioria ainda faz assim.

Se você deseja aprender uma forma bem simples de fazer seu planejamento, pegue uma folha de papel, lápis ou caneta e veja a seguir o modo correto em três passos:



1: Primeiro defina quem você quer ser daqui a cinco anos:

Você sera uma pessoa casada ou solteira?
Terá um diploma universitário? Uma pós-graduação? Um doutorado?
Qual será sua profissão ou ocupação?
Será um empreendedor?
Já será pai ou mãe?
Será uma pessoa socialmente mais consciente?
E sua vida espiritual?
Você será uma pessoa mais centrada?
Estará combatendo seus pontos fracos?
Etc...
Aqui entram as coisas que vão construir você como uma pessoa melhor; gaste algum tempo nessa primeira etapa pensando e escrevendo na folha de papel o que lhe vier à cabeça. Escreva que tipo de pessoa você quer ser daqui a cinco anos, não tenha medo de ousar, mas ao mesmo tempo mantenha os pés no chão.

2: Depois decida o que você quer fazer daqui a cinco anos:

Onde você vai estar trabalhando?
Que viagens vai fazer?
Que lugares pretende conhecer ou frequentar?
Que instituição você vai ajudar?
Etc...
Escreva tudo no papel, crie novas perguntas para si mesmo de acordo com o que você julgar necessário e não tenha pressa; o futuro se monta como um grande quebra-cabeças.

3: E por último, mas não menos importante; determine o que você vai ter daqui a cinco anos:

Você terá sua própria casa ou preferirá morar de aluguel?
Terá um carro ou moto?
Quanto dinheiro você terá poupado?
Terá investimentos?
Etc...

Depois que você já definiu quem você quer se tornar e o que deseja fazer, fica mais fácil  decidir também o que você quer ter. Talvez esse terceiro passo demande algum esforço mental porque como eu disse anteriormente nos fomo treinados desde pequenos (pela mídia, pelas convenções sociais etc...) para querer coisas sem sermos as pessoas certas para tê-las. Lembre-se sempre: "Se você colher algo que não plantou, significa que aquilo não pertence a você." E, portanto, você pode acabar perdendo tal coisa.

Crie suas próprias perguntas e respostas, em seguida monte o seu planejamento baseado nelas.

É importante deixar claro que este é apenas um planejamento inicial; e como tal pode e deve ser revisto e ajustado constantemente de acordo com as circunstâncias do dia a dia e com as vitórias e aprendizados que você acumular no caminho, afinal, não há como saber o que o futuro nos reserva, mas há como projetar certas coisas. Um planejamento é como um projeto que serve como algo para nos manter no caminho em direção a nossos sonhos. Ou seja, no fim das contas, ser fiel ao seu projeto de vida é ser fiel ao seu sonho.

Comentários

  1. nossa este é um post pra por pra pensar! daqui 5 anos eu espero estar pelo menos namorando, ter começado e terminado a pós, ter poupado o suficiente para dar entrada na casa própria e se pode sonhar um pouco espero ja ter conhecido Paris
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você já tem sua visão definida Thaila. Espero que você alcance tudo isso.
      Obrigado por sua visita.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como planejar escrever um livro.

Muitas pessoas com quem converso falam que gostariam de escrever algum tipo de romance, seja de terror, suspense, aventura, ficção científica etc... Essas pessoas chegam até a falar todo o conceito do livro, ou seja, contam de forma reduzida as bases de sua trama, mas nunca  escrevem realmente. Durante algum tempo isso também aconteceu comigo, mas consegui resolver esse pequeno problema de uma forma bastante simples que vou passar para vocês. Eu desenvolvi uma espécie de método que funcionou muito bem para mim e que certamente vai ajudar qualquer pessoa que tenha o desejo de escrever um romance, seja do gênero que for, eu utilizei este método para escrever meus três romances: "Érebus", Cruz de Fogo" e "Noites sem Lua". Também estou usando para escrever meus próximos livros "Nyx", "Hellius" e "Caos"; e você vai usar para escrever o seu também.

Antes de iniciarmos no passo a passo para a construção do livro é preciso dizer que você…

Uma vida a menos

Yago e Luis estavam sentados embaixo de uma marquise improvisada com telhas sobre duas vigas de madeira. Ele passaram praticamente quatro horas conversando uma série de bobagens sem sentido, falavam de seus personagens favoritos dos desenhos da televisão e não notaram o passar das horas. Era uma noite daquelas que se configuram depois de uma chuva forte de verão, o mês, Janeiro. O ar estava puro e parecia limpo; o cheiro da rua de paralelepípedos molhados entrava por suas narinas como um aroma agradável e bucólico desenvolvido por algum mestre perfumista. _ Já passa das dez horas._ Disse Yago ao amigo. _Pois é, não tem ninguém na rua, só nós._ respondeu o outro. A verdade era que a rua na qual moravam tinha uma fama ancestral, muitos na redondeza costumavam dizer que coisas estranhas ocorriam de repente e sem a menor explicação aparente. Por vezes eles mesmos já haviam presenciado algum tipo de manifestação estranha, pás pelo fato de serem apenas duas crianças, tais fenômenos eram soterra…

Como criar um bom título para seu livro

A coisa que os escritores mais gostam de fazer é escrever, logo, uma das tarefas mais complicadas para eles é criar um nome para sua obra. Desenvolver um título que concentre as características e o potencial que seu livro possui será um exercício que exigirá poder de síntese, algo que muitos romancistas não possuem.
É bem verdade que muitos autores começam a escrever já com um título para seus livros na cabeça e se este for o seu caso, parabéns, pois isto lhe poupará algum trabalho. Por outro lado, muitas vezes também, o título escolhido antecipadamente não reflete o que há na trama. Só para citar como um exemplo prático; quando eu estava escrevendo meu terceiro romance, iniciei o projeto com a idea de chamar o livro de "Fantasias do mal", durante o processo de escrita percebi que aquele nome não captava a dimensão de tudo o que a trama tinha; abandonei o nome inicial e após terminar de escrever todo o livro fiz uma pequena pesquisa e cheguei à conclusão de que o nome mais …